top of page
Runway 2023-06-02T03_33_16.328Z Expand Image.jpg

Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade

Abordagem Terapêutica

As diversas abordagens terapêuticas criadas ao longo dos anos não substituem a inicial e contínua escuta da criança e adolescente para que possamos ajustar a condução das atividades exploratórias de desenvolvimento pautadas não somente nas necessidades de progressão de habilidades mas também na melhora da qualidade de vida diretamente interferida pelo próprio tratamento.

Leituras Recomendadas

1

Guia de Estudo, Trabalho e Vida Social para Adultos com TDAH

2

Guia de orientações para pais de crianças e adolescentes com TDAH em períodos de ensino não presencial 

3

Distúrbios do Desenvolvimento: estudos interdisciplinares

Transtorno do Espectro do Autismo. 

O autismo é um espectro de desenvolvimento neurológico que abrange uma variedade de características, habilidades e desafios. Uma das áreas que pode ser afetada no autismo são as funções executivas. As funções executivas referem-se a um conjunto de habilidades cognitivas que nos ajudam a planejar, organizar, iniciar e completar tarefas. Elas são essenciais para a realização de atividades diárias, tomada de decisões e adaptação a novos ambientes ou situações.

Em alguns indivíduos autistas, pode haver desafios associados às funções executivas, como dificuldade em alternar entre tarefas, seguir sequências complexas ou manter a atenção em atividades por longos períodos. Esses desafios, no entanto, não refletem a capacidade intelectual ou o potencial da pessoa, mas sim uma particularidade em seu funcionamento cerebral.

A terapia focada no desenvolvimento das funções executivas pode trazer inúmeros benefícios para pessoas no espectro autista. Através de atividades estruturadas, jogos, simulações e exercícios práticos, o terapeuta pode ajudar o indivíduo a fortalecer essas habilidades, tornando mais fácil a gestão de tarefas diárias, a adaptação a novas situações e a tomada de decisões.

Além disso, o desenvolvimento das funções executivas também pode melhorar a autoestima e a confiança, uma vez que a pessoa se torna mais apta a enfrentar desafios e a se sentir mais autônoma em suas ações. A abordagem terapêutica deve ser personalizada, levando em consideração as necessidades, interesses e potencialidades de cada indivíduo.

Em nosso site, oferecemos uma variedade de recursos, dicas e estratégias para apoiar o desenvolvimento das funções executivas em pessoas autistas. Acreditamos no potencial de cada indivíduo e na capacidade de crescimento e aprendizado contínuo. Junte-se a nós nesta jornada de descoberta e desenvolvimento!

Leitura Indispensável

O que você precisa ler para começar a entender o Autismo

bottom of page